26.4 C
Americana
quarta-feira, abril 14, 2021

China investe US$ 4 bilhões no grupo de Eike Batista

portalpanoramahttp://portalpanorama.com
Tudo o que você precisa ler, ver e ter. Acesse e fique bem informado sobre os últimos acontecimentos e fatos de Santa Bárbara, Americana e região.

PEQUIM – O empresário Eike Batista confirmou que a empresa chinesa Wuhan vai investir US$ 4 bilhões em sua unidade de mineração. Esse valor representa o maior investimento já feito pelos chineses no Brasil.

A LLX e a MMX assinaram memorando de entendimentos com a chinesa Wuhan Iron and Steel (Wisco) para uma potencial parceria comercial e estratégica que pode incluir a construção de uma usina siderúrgica integrada de 5 milhões de toneladas no porto de Açu, no Rio de Janeiro.

As discussões também envolvem a aquisição pela companhia chinesa de participação acionária na MMX, fornecimento de minério pela MMX à Wisco a preços de referência, serviços portuários pelas empresas brasileiras e siderúrgicos para construção de navios.

Conforme o documento oficial divulgado, a parceria com a chinesa envolve: a construção de uma siderúrgica integrada no distrito industrial do Porto do Acu, com capacidade instalada estimada em 5 milhões de toneladas por ano; contrato de longo prazo com preço definido pelo sistema benchmark, pelo qual a Wisco poderá “retirar praticamente a totalidade da capacidade de exportação da MMX Sudeste”, subsidiária da MMX; a confirmação do acordo de longo prazo que prevê que a MMX Sudeste poderá usar “praticamente toda a capacidade” do porto da LLX Sudeste; a aquisição, por parte da Wisco, de uma participação acionária na MMX ou na MMX Sudeste; e o fornecimento de aço, pela Wisco, à BEX (Brasil Estaleiros), empresa do grupo EBX com foco na construção de navios e plataformas off-shore.

Ainda no comunicado, a MMX e a LLX esclarecem que foi assinado apenas um memorando de entendimentos com a empresa chinesa, que não é vinculante, nem exclusivo.

Durante a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao país, o governo de Pequim sinalizou que suas empresas serão mais atraídas a investir no Brasil caso o governo brasileiro autorize a entrada de empregados chineses para trabalhar no país. A China também manifestou disposição em negociar um acordo comercial com o Mercosul.

Pelo menos mais dois negócios deverão ser anunciados hoje: investimentos da companhia de tecnologia Huawei no Brasil e uma parceria entre a brasileira C. R. Motors e a chinesa Zongshen para a produção de motocicletas na Zona Franca de Manaus.

Por O Globo

- Publicidade -

Mais artigos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Veja também