23.6 C
Americana
segunda-feira, julho 26, 2021

O impacto das multitelas no sono das crianças

portalpanoramahttp://portalpanorama.com
Tudo o que você precisa ler, ver e ter. Acesse e fique bem informado sobre os últimos acontecimentos e fatos de Santa Bárbara, Americana e região.

Entre os diversos hábitos que norteiam a vida moderna, o uso demasiado das multitelas pode prejudicar e produzir inúmeros efeitos negativos no desenvolvimento infantil.

Um recente estudo divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou um dado alarmante: crianças que têm acesso a eletrônicos, como celular, tablet ou TV durante o período de sono são mais propensas a desenvolver problemas comportamentais e de saúde.

Os impactos negativos que as telas produzem durante o sono afetam, além da qualidade do descanso, a produção dos seguintes hormônios: melatonina (que prepara o corpo para o sono), Leptina (ansiedade), GH (do crescimento) e o Cortisol (da estabilidade emocional e do controle de inflamações).

Além disso, o uso em excesso contribui efetivamente para o agravamento de doenças oculares, sobretudo, o crescente aumento de miopia, sedentarismo, risco de obesidade, baixo sistema imunológico, crescimento atrofiado e depressão.

É válido ressaltar que o descanso de qualidade é tão importante para o bem-estar e pleno desenvolvimento da criança quanto a nutrição e a atividade física.

É preciso estabelecer um limite de tempo em frente às telas para que a qualidade do sono não seja prejudicada. Entre algumas das recomendações estão:

– Os aparelhos devem ser desligados pelo menos 2h antes de dormir;

– Reduzir a intensidade da luz emitida e nunca utilizá-los em ambientes escuros;

– Manter o telefone longe do alcance da criança durante o período noturno.

Importante: para bebês de até um ano, a OMS recomenda que se evite totalmente o acesso às telas. Após dois anos, a recomendação é de no máximo uma hora por dia. A sociedade de pediatria e entidades internacionais são ainda mais rígidas – contraindicam por completo o contato com as telas antes dos dois anos de idade. Após isso, cabe aos pais o controle, evitando a exposição na hora de dormir.

#pracegover – A imagem mostra uma criança sentada em uma poltrona enquanto interage com o conteúdo do tablet.

- Publicidade -

Mais artigos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Veja também