22.6 C
Americana
quinta-feira, setembro 16, 2021

Com 12.973 pacientes recuperados da Covid-19, índice de curados chega a mais de 90% em Sumaré

portalpanoramahttp://portalpanorama.com
Tudo o que você precisa ler, ver e ter. Acesse e fique bem informado sobre os últimos acontecimentos e fatos de Santa Bárbara, Americana e região.

O balanço epidemiológico divulgado pelo Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de Sumaré apresentado na quinta-feira (11) aponta que mais de 90% dos moradores que contraíram a Covid-19 desde o início da pandemia se recuperaram, ou seja, dos 13.595 casos positivos, 12.973 foram curados da doença. No entanto, para que consigamos preservar e salvar vidas, diminuir os níveis de contágio e retroceder o mais rápido possível de fase, é fundamental a colaboração da população, adotando medidas de proteção, como manter o isolamento social, usar máscara e manter a higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel.

O município também segue com o Plano Estadual de Imunização. “Em Sumaré, trabalhamos com responsabilidade para a prevenção e enfrentamento da doença, visando a saúde da população; e esses dados nos enchem de orgulho. Nossa gratidão aos profissionais da Saúde pelo serviço de excelência que têm prestado no combate à Covid. É um momento difícil e bem delicado, que requer toda a nossa atenção, trabalho, eficiência e planejamento. É imensamente reconfortante ver os casos de pessoas que estão curadas e venceram essa batalha, e nos solidarizamos e queremos manifestar nossos sentimentos às famílias que perderam seus entes queridos. Também contamos com a colaboração de todos, com nossa união, caridade, solidariedade e amor, vamos passar por isso juntos e vencer essa luta pela vida!”, comentou o prefeito Luiz Dalben.

Após um ano de pandemia, completado nesse dia 11/03, alguns depoimentos de pessoas recuperadas da doença reforçam esse apelo, falam da experiência da internação e da necessidade de conscientização da população.

Alta aos 81 anos

O senhor José Pertico, de 81 anos, é um exemplo de como nossa fé, otimismo e amor ao próximo nos fortalece. Após dias de internação na UPA Macarenko, lutando contra a Covid-19, o aposentado venceu a doença, recebeu alta e comemorou segurando uma plaquinha ‘Eu venci a Covid; Deus é fiel’. “Este meu amigo [Deus] é muito fiel comigo. Estou indo para minha casa e vou poder ver os meus netos, muito obrigado”.

Sob aplausos, lágrimas e emoção, ele deixou a UPA Macarenko no final da tarde dessa quinta (11).

Jovem também se infecta

O jovem Rodrigo Cardoso de Brito tem 30 anos e também venceu a doença. Morador na região do Matão, foi infectado com o coronavírus no começo de janeiro e ficou cinco dias internado na UPA Macarenko. A mãe dele, com 56 anos e sem comorbidades, não teve a mesma sorte. “A gente está exposto e pode pegar o vírus em qualquer lugar, porque não sabemos quem está infectado ou não. Minha mãe internou no dia 12/01 e eu sai três dias depois. Minha mãe veio a falecer no dia 21. Era uma pessoa de 56 anos, não tinha problemas de saúde, que veio a óbito por causa da Covid”.

Rodrigo recorda que, durante a internação, recebeu de 10 a 12 litros de oxigênio, não conseguia andar, nem falar, uma situação muito delicada. “Dizem que um jovem de 30 anos não vai se infectar com o vírus; eu digo, um jovem de 30 anos se infectou. Fiquei entre a vida e a morte, venci a Covid e estou aqui. Recebi o tratamento adequado na UPA Macarenko e graças a Deus fui bem cuidado. Se não fosse Deus, e os médicos e enfermeiros que deram 100% de doação, eu não estaria aqui. Na minha família, foram três infectados; no meu grupo de amigos, mais de dez pessoas. Eu peço, previnam-se; cuidem do próximo, pensem no próximo, pois o melhor remédio é o isolamento. Usem máscara e álcool em gel. Vamos nos cuidar”, finalizou.

Colaborador

O colaborador municipal João Carlos Bassam explica que, no começo de fevereiro, ele e a família tiveram sintomas de gripe e, ao procurarem o gripário da Prefeitura de Sumaré, foram atestados positivos para a Covid. Tomaram os medicamentos que foram receitados, a família teve um histórico satisfatório, mas ele não. Bassam teve os pulmões comprometidos.

“Fiquei internado 15 dias na UPA, emagreci 14 quilos e gostaria de passar o mais importante dessa experiência: o apoio da família. Quando você é internado com Covid, fica isolado, sem receber visitas. Mas o sofrimento não é só de quem está internado, mas também da família e amigos. Queria pedir a você, que tem responsabilidade com seus pais, avós, entes queridos, que siga os protocolos sanitários. Mantenha o isolamento, use máscara e higienize as mãos, isso é fundamental para que sua família não passe o que a minha família passou; momentos de agonia e tristeza”.

Bassam comenta que já foram reabilitados 60% dos seus pulmões (para quem teve 100% do órgão severamente comprometido) e agradece o excelente trabalho do Samu, além do atendimento ímpar recebido dos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Graças a Deus eu me recuperei. Vamos seguir os protocolos da Vigilância Sanitária. Que Jesus abençoe a todos; e que Deus nosso Pai possa derramar bênçãos sobre todos nós”.

Comerciante

O comerciante Fábio Franco Vilella de Camargo, mais conhecido por ‘Jabá’, tem 48 anos e conta que foi contaminado pela Covid-19 em junho do ano passado, durante uma festa, quando compartilhou um copo com outras pessoas. “Durante mais de uma semana, só tive febre. Certo dia acordei e já não sentia o paladar. Fiz um teste e detectou alteração no sangue. Fui levado para UPA Macarenko fui atendido. Entrei com todo suporte e fiquei na oxigenação. A radiografia afirmou que eu estava com 70% dos pulmões comprometidos e logo evoluiu para 90%. Fiquei 20 dias hospitalizado, mas graças a Deus não precisei ser entubado”, recorda.

A recuperação de ‘Jabá’ reforça o pedido de conscientização de todos. “Resisti à Covid-19, fiz todos os procedimentos solicitados pelos médicos da UPA Macarenko, que foram anjos na minha vida. Mantive os esforços para não ser derrotado pela doença, porque ela é terrível. Pelo meu histórico de atleta não cheguei a ser entubado. Do jeito que eu estava, muitos não resistiriam. Eu sobrevivi e estou aqui, por isso peço que ao sinal de qualquer sintoma, procure o médico. Lembrem-se, prevenção é fundamental! Temos que nos cuidar e cuidar dos outros. Evite aglomerações, mantenha o distanciamento e use máscara e álcool em gel. Graças a Deus estou vivo”.

Por Prefeitura Municipal de Sumaré

- Publicidade -

Mais artigos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Veja também