23.6 C
Americana
segunda-feira, julho 26, 2021

Campinas volta a ter pacientes à espera de UTI Covid-19 dois dias após zerar fila: ‘preocupante’

portalpanoramahttp://portalpanorama.com
Tudo o que você precisa ler, ver e ter. Acesse e fique bem informado sobre os últimos acontecimentos e fatos de Santa Bárbara, Americana e região.

Prefeitura registrou na tarde de sexta (7) dois moradores que precisam ter acesso a este tipo de estrutura. Secretário de Saúde, em nota, pede ‘controle rigoroso’ para situação não piorar.

Campinas (SP) voltou a registrar pacientes com Covid-19 à espera de leitos de UTI, nesta sexta-feira (7), dois dias após ter zerado a fila que durou 47 dias, desde a primeira divulgação pela prefeitura. O boletim atualizado às 15h40 mostra que dois moradores infectados, embora atendidos, precisam deste tipo de estrutura para tratamento, e a Secretaria da Saúde destaca que o cenário é preocupante.

“O monitoramento da ocupação de leitos é feito em tempo real e os números ainda nos preocupam. É preciso manter o controle rigoroso para que a situação não volte a piorar”, alertou em nota o titular da pasta, Lair Zambon, ao lembrar que indicadores se estabilizaram em um patamar considerado alto.

Dados do Observatório Covid-19 BR, que reúne especialistas de sete universidades e verifica a evolução da pandemia no país, indica que a taxa de transmissão em Campinas estava entre 0,8 e 1,31 em 2 de maio. A referência próxima a 1, margem de confiança, pode representar um lento declínio ou expansão, enquanto valores maiores que 1 indicam que o número de novos casos está em alta, uma vez que este número de referência é a média de pessoas contaminadas por um infectado.

Dados divulgados pela prefeitura e governo do estado indicam até esta tarde indicam que na metrópole há 430 leitos de UTI-Covid no SUS municipal, rede particular e Hospital de Clínicas da Unicamp. Deste total, 339 estão ocupados, o que representa 78,8% de ocupação.

São 91 vagas disponíveis, entre elas, 68 na rede particular da metrópole e 23 pelo SUS estadual, formado pelo Hospital de Clínicas da Unicamp (HC) e Ambulatório Médico de Especialidades (AME), que recebem pacientes da região direcionados pela Central de Regulação de Vagas (Cross).

Os leitos estão divididos da seguinte forma, em números absolutos:

  • SUS municipal: 159 leitos, dos quais 158 estão ocupados. Há 1 leito livre.
  • HC da Unicamp: 40 leitos, dos quais 26 estão ocupados. Há 14 leitos disponíveis.
  • Particular: 206 leitos, dos quais 138 estão ocupados. Há 68 leitos vagos.
  • AME: 25 leitos, dos quais 17 estão ocupados. Há 8 leitos livres

Leitos de enfermaria ocupados

  • Redes municipal e particular: 327
  • HC da Unicamp: 27
  • AME: 2

Por G1

- Publicidade -

Mais artigos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Publicidade

Veja também